quinta-feira, 23 de setembro de 2010

UMA FELIZ PRIMAVERA PRA TODOS!.

FELIZ PRIMAVERA........
Pra todas as minhas amigas seguidoras e as pessoas que visitam o meu blog.
Desejo-lhes que esta magnífica e bela estação lhes tragam muitas flores de:
Felicidades, Saúde, Paz, Amor, Prosperidade, Harmonia, humildade, Perseverança e a poderosa benção de realizações do nosso Senhor JESUS CRISTO em seus floridos e preciosos viver.

Compartilho com vocês este belíssimo Poema.


CERCA DE GRANDES MUROS QUEM TE SONHAS.


Cercas de grandes muros quem te sonhas.
Depois, onde é visível o jardim através do portão de grade dada,
Ponha muitas flores, as mais risonhas,
Para que te conheçam só assim.
Onde ninguém o veja não ponha nada.
Faça canteiros como os que outros têm,
Onde os olhares possam entrever o teu jardim como vai mostrar.
Mas onde é teu, e nunca ninguém o vê,
Deixe as flores que vêm do chão crescer e deixe as ervas naturais medrar.
Faça de ti um duplo ser guardado; e que ninguém, que veja e olhe, possa,
Saber mais que um jardim de quem você é.
Um jardim ostensivo e reservado,
Por trás do qual a flor nativa roça.
A erva tão pobre que nem você a vê...
                                                          (Fernando Pessoa).

Beijos com muitas flores em seus corações........FELIZ   PRIMAVERA!!!.................................................

domingo, 19 de setembro de 2010

O QUE É O AMOR ?.

O QUE É O AMOR ?.

Numa sala de aula,havia várias crianças. Quando uma
delas perguntou à professora: Professora, o que é o amor ?.        



A professora sentiu que a criança merecia uma resposta à altura da pergunta inteligente que fizera. Como já estava na hora do recreio, pediu para que cada aluno desse uma volta pelo pátio da escola e trouxesse o que mais despertasse nele o sentimento de amor.
As crianças saíram apressadas e, ao voltarem, a professora disse:
Quero que cada um mostre o que trouxe consigo.
A primeira criança disse:
Eu trouxe esta flor, não é linda.








A segunda criança falou:
Eu trouxe esta borboleta. Veja o colorido de suas asas, vou colocá-la em minha coleção.

A terceira criança completou:
Eu trouxe este filho-te de passarinho. Ele havia caído do ninho junto com outro irmão. Não é  gracioso?
E assim as crianças foram se colocando.
Terminada a exposição, a professora notou que havia uma criança que tinha ficado quieta o tempo todo. Ela estava vermelha de vergonha, pois nada havia trazido.






A professora se dirigiu a ela e perguntou:

Meu bem, por que você nada trouxe ?
E a criança tímida-mente  respondeu:
Desculpe, professora. Vi a flor e senti o seu perfume.
Pensei em arrancá-la, mas preferi deixá-la para que seu perfume exalasse por mais tempo. Vi também a borboleta, leve, colorida! Ela parecia tão feliz que não tive coragem de aprisioná-la. Vi também o passarinho caído entre as folhas, mas, ao subir na árvore, notei o olhar triste de sua mãe e preferi devolvê-lo ao ninho. Portanto professora, trago comigo o perfume da flor, a sensação de liberdade da borboleta e a gratidão que senti nos olhos da mãe do passarinho. Como posso mostrar o que trouxe ?











A professora agradeceu a criança e lhe deu nota máxima, pois ela fora a única que percebera que só podemos trazer o amor no coração.

Mensagem autor: Desconhecido
Fotos: Internet
Formatação: Cristina Peixoto


Beijos pra todas as minhas amigas segui-doras e aos meus visitantes.